A GRANDE VERDADE



          Um sujeito não tinha mais o que fazer da vida e resolveu descobrir qual era o sentido da mesma. Passou duas décadas pesquisando, pesquisando e nada. Com o fracasso deste seu projeto, ele então decidiu fazer uma nova pesquisa ainda mais ousada: descobrir se Deus realmente existe. 
Foram mais duas décadas de pesquisas e estudos incessantes e nada. O sujeito não encontrou nem um sinalzinho, por menor que fosse, do Altíssimo Santo. No entanto, ele não deixou que o novo fracasso o desanimasse e partiu para mais um grande desafio, dedicando os últimos anos de sua vida à busca da Verdade. 
Procurou, procurou, décadas se passaram uma após a outra, ele envelheceu, envelheceu e nada. Quando já estava muito doente, quase morrendo, ficou sabendo de um monge chinês que conhecia a Verdade. Juntou as últimas forças que lhe restavam e viajou até o Tibet para encontrar o tal monge e ao encontrá-lo, suplicou:
- Oh, Monje! Passei a vida toda buscando o sentido da vida, tentei descobrir se Deus realmente existe e finalmente quis saber qual é a Verdade. Já estou à beira da morte e ainda não consegui desvendar o grande mistério da existência. Disseram que você conhece a Verdade e por isso vim até aqui, para que você finalmente me diga este segredo e eu possa morrer em paz. Por favor, responda, sábio Monje, qual é a grande Verdade dessa vida?
E o monge chinês, serenamente, respondeu:
- A grande verdade é que você demora muito pra entender as coisas.