FANTASIA


E se de repente a gente não sentisse a dor que a gente finge e sente? Se de repente a gente distraísse o ferro do suplício ao som de uma canção, então eu te convidaria pra uma fantasia do meu violão, canta, canta uma esperança, canta, canta uma alegria, canta mais, revirando a noite, revelando o dia, noite e dia, noite e dia, canta a canção do homem, canta a canção da vida, canta mais, trabalhando a terra, entornando o vinho, canta, canta, canta, canta, canta a canção do gozo, canta a canção da graça, canta mais, preparando a tinta, enfeitando a praça, canta, canta, canta, canta, canta a canção de glória, canta a santa melodia, canta mais, revirando a noite, revelando o dia, noite e dia, noite e dia, noite e dia, noite e dia.

(Chico Buarque)